Sorria, sem motivo, com motivo, sozinho, ou quando alguém faz você rir. Apenas sorria, o sorriso abre portas, contagia, diverte!

Páginas

domingo, 27 de julho de 2014

Criar

Estou de volta aqui nessa bagaça! Depois de muito, muito, sim, muito tempo! Não achava inspiração ou vontade mesmo de parar e redigir meus pensamentos. É complicado ter vontade. Eu pensei sobre diversas pessoas, diversos assuntos, diversas coisas, mas nada me dava vontade de vir abertamente aqui e falar. Agora, neste momento, me deu uma vontade de escrever e deixar registrado estes pensamentos de um louco jovem neste mundão. Não temos um tema específico neste texto. A imagem é auto-explicativa. Mas o mais importante além disso é o "não pare de criar". Mas, criar o que? Criar ideia, pensamentos, vontades, atos, gestos, amor, esperança, sonhos, momentos, iniciativas. Crie o que te faz bem. O que faz bem para as pessoas ao teu redor. Eu crio pensamentos, reflexões, conselhos e mais o que surgir na mente.
Use seu tempo livre para criar! Crie sem pressão, sem obrigatoriedade! Se você criou um sonho e alcançou, crie outros!

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Esse cara sou eu!

Resolvi colocar esse título para tentar me definir. E claro, para chamar a atenção. Não vou escrever aqui que sou o cara perfeito, cheio de atitude, e aquelas coisas que todas as mulheres dizem que é mentira. Vou contar como eu sou de verdade, sem mentiras ou filtros.
Sou o cara que vai te mandar flores em alguma data especial. Que vai te ligar de madrugada só pra dizer quem sente sua falta. Vou errar inúmeras vezes, mas vou errar pensando em acertar. Sou o cara que vai ficar ao seu lado sempre que você quiser ou precisar. E vou fazer isso com o maior amor do mundo, pois não haverá coisa melhor no mundo do que te ver feliz.
Ah! Se tem uma coisa que eu sempre vou fazer é sempre tentar te deixar feliz, mesmo que seja impossível eu tentarei, não desistirei de ver o sorriso em sua face.
Esse cara sou eu. Que muitas vezes deixará de fazer o que gosta, só pra te agradar. Só pra agradar você. E mais uma coisa! Não deixará nada e nem ninguém te fazer mal.
Vou te abraçar e te fazer cócegas, mesmo você não gostando - hahahah - só para ver sua cara de emburradinha e depois fazer você rir de mim pedindo desculpas.
Melhor do que fazer tudo isso para você, seria ter alguém para fazer tudo isso, alguém que seria o "você" desse texto.
Bom... Esse cara sou eu!

domingo, 18 de novembro de 2012

Conhecer

Todos nós conhecemos pessoas diariamente. Mas será que conhecemos realmente as pessoas? Ou será que conhecemos o suficiente para dizer "olá, como vai você?".
Sei que algumas pessoas tem medo de conhecer outras pessoas pelo fato de terem conhecido uma que acabou com elas de várias formas. Percebo que tem tornado-se um problema comum no relacionamento humano.
É medo de se envolver, é medo de dar errado, é medo de acontecer de novo. É muito medo para quem quer ser feliz.
Quem não quer ser feliz mas sempre tem esse medo de que aquele sofrimento volte, ou essa tentativa de ser feliz dê errado?
Por experiência própria, digo que é muito ruim ouvir de alguém, que ela não quer se aproximar de você. Por medo e insegurança.
Não digo para se arriscar com todos. Digo apenas que conheça as pessoas melhor, e saiba por quem irá valer a pena se arriscar e buscar a felicidade.

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Sem medo

O título já diz praticamente tudo o que será este texto. Talvez isto só confunda mais o que já está  confuso dentro de mim. Mas vamos ao que interessa, que é tentar expressar esses sentimentos que não param de gritar internamente, de fazer algazarra pedindo para sair.
Não tenho medo do que esses sentimentos vão dizer ou me causar. Simplesmente deixo acontecer, sem que isso me consuma de dentro para fora.
Sim, posso acabar mal por causa desses sentimentos mas como disse, estou sem medo do que possa me acontecer.

quinta-feira, 19 de julho de 2012

Ausência de calor

O frio me trouxe novamente a este lugar que me trás velhas lembranças. Algumas boas e outras que eu gostaria de deixar bem guardadas por alguns motivos.
Trouxe também aquela vontade de ter alguém aqui do meu lado para compartilhar momentos, risadas, beijos, abraços. Não estou falando que somente sinto fala disso porque está frio e segundo alguns "sábios", o frio traz a vontade de receber um abraço e ficar junto de alguém. Mas coincidiu de justamento nesta época tão frio, você não estar ao meu lado. E pensar que foi escolha sua.
Não sei se foi ao acaso ou não, mas, sentir falta de alguém, escrever novamente e estar apaixonado, ocorreu tudo ao mesmo tempo.
Estou aqui digitando com as mãos geladas mais uma vez. Sentindo falta das mesmas coisas que sentia falta no passado. Mas desta vez, sinto diferente.Não sinto falta de um simples abraço. Sinto falta de um abraço sincero, bem forte, que me faça sentir bem só de estar nos braços de alguém. Quero beijo, mas beijo sincero, beijo com carinho, beijo de proteção, e não apenas por ser um beijo. Quero alguém ao meu lado. Mas alguém que goste de mim de verdade, que não me trate como um passatempo.
Engraçado. O que o frio tem a ver com tudo isso que escrevi? Talvez, nada!

sábado, 17 de março de 2012

Depois de um longo "inverno"

Queria poder dizer que este meu inverno já passou, mas não posso. Também não posso dizer quanto tempo mais irá durar isso. Só me resta esperar passar e lutar para que esse tempo diminua.
Nesse inverno existe muita saudade, muita solidão, muita carência, um punhado de músicas, e muitos sentimentos.
É estranho estar bem, ou pelo menos acreditar que se está bem e de repente, ficar cabisbaixo, irritado, chateado, triste. Talvez isso tenha um motivo, ou melhor, um nome.
Ou apenas sou eu, que não consigo desatar a corda que me prende no passado. Deve ser isso, o principal motivo da minha atual condição.
Continuo então buscando aquilo que vai me libertar disso e me fazer dizer que finalmente não estou mais nesse inverno. Pode não ser aquilo, pode ser aquela que me fará deixar de uma vez por todas o passado e apenas olhar para frente.
Creio eu, que está no fim meu inverno, começo a ver algumas folhas verdes em algumas árvores. E quando isso terminar, espero ficar para sempre longe desse inverno.

domingo, 26 de fevereiro de 2012

Numb

Estou me sentindo "numb" hoje. É estranho de tentar explicar isso. É complicado. Não é tão simples quanto falar que eu estou triste ou alegre.
É mais do que isso. É um misto de sensações e sentimentos ocasionados por reações ao longo do tempo.
Acho que posso representar muito bem como estou agora com esse vídeo aqui ao lado. Espero que quem não conheça a letra, clique e assista o vídeo para realmente intender esse texto.
Para quem já conhece, não preciso dizer muito mais aqui, não é mesmo?
Enfim, poderia ficar aqui tentando descrever essa situação durante horas. Mas vejam o vídeo e entenderão no mesmo momento.

domingo, 19 de fevereiro de 2012

Há vagas

Esse é um momento atípico em relação a minha "vida amorosa". Não há ninguém aqui para eu poder escrever sobre ela ou dedicar textos, músicas, fotos, vídeos.
Por um lado isso é bom. Não fico mais choramingando por aí ou reclamando da vida. Por outro lado, fico sem fazer uma das coisas que mais gosto, que é demonstrar meu sentimento por alguém.
Outro ponto, é que fico sem ter o que escrever aqui neste blog. E sim, queria poder escrever mais neste blog que estou aqui escrevendo agora.
Portanto, quem tiver interesse na vaga, é só me contactar.

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Tristeza

Deve ser tristeza isso que eu estou sentindo agora. Não dou certeza pois não deve ser só tristeza, deve ter mais sentimentos misturados.
Fico pensando se eu poderia ter evitado isso, se teria algo que eu pudesse ter feito para evitar essa minha reação.
Será que foi culpa minha? Ou não foi culpa de ninguém?
Ou será que foi apenas minha mania que me jogar sem medo do que vou encontrar pela frente?
Mas não sei se ter ficado na defensiva mudaria alguma coisa.
O fato é que a mesma pessoa que me deixou numa felicidade que nunca antes havia sentido, me deixou com essa sensação esquisita e até com essa tristeza. Devo estar triste porque desta vez a verdade foi dita explicitamente, sem precisar ser lida nas entre linhas. Estou triste porque descobri que tudo que pensei, nunca foi de verdade. Não ficarei com ódio de você. Mas com certeza normal não irei ficar.

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Madrugada

O melhor momento do dia para parar e pensar um pouco é de madrugada. É quando tudo fica em silêncio, quando podemos ouvir o que os pensamentos estão dizendo.
A madrugada trás de volta todos os pensamentos e memórias que nós temos, e por um motivo simples. Porque paramos e escutamos apenas nós mesmos.
Talvez seja onde eu mais tiro inspirações para meus textos.
Deixo aqui minha dica: aproveite uma madrugada de insônia para pensar sobre tudo que te preocupa, tudo que te persegue.
Quem sabe em uma dessas madrugadas, muitas respostas não aparecem?